<

Detran suspende atendimento presencial em cumprimento ao novo Decreto; usuários podem acessar os serviços online



O Governo de Rondônia por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), informa que os atendimentos presenciais estão suspensos temporariamente, conforme em cumprimento ao Decreto n. 25.853, de 2 de março de 2021, que institui o Sistema de Distanciamento Social Controlado para fins de prevenção e enfrentamento à pandemia causada pelo novo coronavírus, reiterando estado de calamidade pública em Rondônia.

Diante do exposto, o Detran emitiu documento, informando aos servidores sobre as medidas adotadas e a população em geral que, a partir desta quarta-feira (4) até decisão posterior, todas as unidades técnicas e administrativas do órgão no Estado estarão com atendimento presencial suspenso. Enquanto estiver em vigor o Sistema de Distanciamento Social Controlado, os atendimentos ao público será feito exclusivamente pela página do Detran Rondônia.

Fica vedado, assim, o acesso ao público nas dependências das unidades da autarquia, inclusive agentes externos, exceto os terceirizados no exercício das atividades. A circulação limitar-se aos servidores que não se enquadram nas hipóteses de dispensas obrigatórias, no desenvolvimento das suas atividades laborais. Os demais servidores estarão trabalhando em regime de home office.

A direção do Detran, informa também que estão suspensos os exames teóricos e práticos de direção veicular, exames de aptidão física e mental, psicotécnicos e suas respectivas juntas, serviços de coleta de imagem e de biometria, todas as formações de condutores (teórico e prático) e cursos especializados e profissionalizantes das empresas credenciadas junto ao Detran.

O diretor-geral do Detran, coronel Neil Aldrin Faria Gonzaga, disse que medidas mais rígidas são necessárias para o enfrentamento à pandemia conforme prevê o Decreto nº 25.853, do Governo de Rondônia publicado em 2 de março de 2021. “Os hospitais estão lotados e mais de 100 pessoas estão aguardando leitos de UTI, sem falar no aumento de novos casos e óbitos que são registrados todos os dias”, lamentou o coronel Gonzaga.


Texto: Eleni Caetano
Fotos: Eleni Caetano e Ivi Fideles
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários