<

Governo de Rondônia amplia quantidade de leitos com a habilitação de 12 unidades de UTI no Hospital de Amor



O Governo do Estado de Rondônia tem dado cumprimento às metas emergenciais de enfrentamento à Covid-19. Nesta segunda-feira (1), o secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo visitou o Hospital de Amor da Amazônia a fim de verificar os últimos preparativos para a chegada dos primeiros 12 pacientes que serão internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade hospitalar.

Na última semana, o Poder Executivo, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) firmou convênio com o Hospital de Amor visando ampliar a oferta de leitos no Estado. Fernando Máximo destacou que o momento é de alegria, pois com a ampliação, a fila de espera por leitos diminui.

“Por determinação do nosso governador Coronel Marcos Rocha estamos hoje celebrando com muita alegria o início dos atendimentos aqui no hospital de Amor Amazônia. O hospital já está pronto para receber os pacientes”, comemorou Máximo.

O diretor do hospital, Jean Negreiros agradeceu a parceria e ressaltou que além dos 12 leitos que estão sendo ofertados, os pacientes terão a disposição estrutura completa com equipe profissional. “Estamos ofertando um atendimento de qualidade, com estrutura completa e profissionais médicos intensivistas altamente capacitados, de forma que possamos dar uma resposta rápida como a situação de pandemia requer. Nesse primeiro momento são 12 leitos de UTI, mas a ideia é ampliar ainda mais”, ressaltou o diretor da unidade.

MAIS LEITOS
Outra medida emergencial adotada pelo Governo é o Chamamento Público nº (0004/21) que visa à contratação de credenciados que atuam na prestação de serviços complementares na área de Leitos Clínicos Adultos Covid-19, e de Unidade de Terapia Intensiva – UTI Adulto Covid-19, conforme os procedimentos e especialidades especificados nas normas de serviços editadas pelo Ministério da Saúde.

Ainda nesta segunda-feira, o Hospital de Campanha da zona Leste (Cero) ampliou a oferta de leitos de UTI para 40, mas aguarda ainda a chegada de novos médicos para ofertar mais 10 leitos, que vai somar 50 leitos ao todo. Com essas e outras ações, Rondônia sai na frente rumo ao combate à Covid-19.


Texto: Anayr Celina
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários