Exportação do tambaqui de Rondônia cresce 648% em 2020



A exportação de tambaqui em Rondônia aumentou 648% em 2020, segundo dados do Anuário da Piscicultura, divulgados esta semana. O tambaqui é a principal espécie cultivada no estado e movimentou um total de R$ 562.809 no ano passado.


Em 2019 as exportações de tambaqui chegaram a 0,67% do total das vendas de peixe para outros países. Mas no ano passado as exportações avançaram para 4,81%, ou seja, um crescimento total de 648%.


Segundo o anuário, Rondônia é líder na produção de peixes de cultivo de espécies nativas e está no "top 3" do ranking dos maiores produtores de demais peixes de cultivo do Brasil (veja na tabela abaixo).


Os peixes de cultivo são aqueles criados em ambientes controlados, como viveiros, tanques-rede e em sistemas de recirculação de água.


Os 10 maiores produtores de peixes de cultivo do Brasil

Estado Toneladas
1º Paraná 172.000
2º São Paulo 74.600
3º Rondônia 65.500
4º Santa Catarina 51.700
5º Maranhão 47.700
6º Mato Grosso 46.800
7º Minas Gerais 44.300
8º Mato Grosso do Sul 32.390
9º Bahia 30.270
10º Goiás 30.062

Fonte: Anuário da Piscicultura



Rondônia produziu 65,5 mil toneladas de peixe em 2020, sendo o tambaqui a principal espécie cultivada no estado.


Para a Associação dos Criadores de Peixes de Rondônia (Acripar) um dos motivos que ajudaram o aumento das exportações foram as ações de divulgação do sabor e qualidade da carne do tambaqui nacionalmente, como o "Festival Tambaqui da Amazônia", evento tradicionalmente realizado em Ariquemes que vem ganhando repercussão nacional e já foi replicado em Brasília.



Festival do Tambaqui em Rondônia — Foto: ACRIPAR/Divulgação


O tambaqui é o segundo maior peixe de escamas no Brasil (o primeiro é o pirarucu). É um peixe nativo da bacia amazônica, com um sabor e textura que agrada o paladar do brasileiro.


fonte g1

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu