Emater incorpora tecnologias da Embrapa por meio de Termo de Cooperação



A parceria entre o Governo de Rondônia, por meio da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) sempre existiu e têm promovido uma revolução no desenvolvimento do agronegócio rondoniense. Agora, a ação conjunta que terá como foco a transferência de tecnologia para o produtor rural, prevendo o fortalecimento do setor com a implantação de sistemas produtivos que poderá dobrar a produção agropecuária no Estado.

O projeto de pesquisa e transferência de tecnologia (Transtec) da Embrapa vai viabilizar a implantação de vitrines tecnológicas no Centro de Treinamento da Emater (Centrer), em Ouro Preto do Oeste, com adoção de técnicas que poderão mudar o cenário rondoniense com mais produção, maior produtividade e maior satisfação para o pequeno produtor. Os resultados positivos dessas vitrines serão difundidos, por meio dos serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), ao público assistido pela Emater. “Já estamos alinhando o Termo de Cooperação entre Emater e Embrapa para incorporar todas as tecnologias que eles têm, nas diferentes cadeias produtivas”, diz Anderson Khül, diretor técnico da Emater.

A princípio, serão implantadas no Centrer, unidades de replicação de materiais melhorados de abacaxi, mandioca, banana, feijão, milho, café, capiaçu e incrementos na pecuária leiteira.

Anderson explica que a ideia é fazer com que o Centrer seja uma extensão da Embrapa, onde serão implantadas subunidade produtivas visando pesquisar as melhores técnicas a serem repassadas ao produtor rural. “As vitrines tecnológicas já começaram a ser implantadas com mudas melhoradas de algumas culturas e a intenção é fazer uma coisa muito bem feita, para replicar posteriormente aos produtores rurais”.

Essa ação deve trazer uma nova perspectiva para a produção em Rondônia, com produtos de melhor qualidade e que trarão maior rentabilidade para a família rural. Hoje a parceria é entre a Embrapa e Emater, mas a Entidade busca parcerias com outros órgãos como: o Instituto Federal de Rondônia (Ifro), a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), entre outros para somar conhecimentos e experiências visando fortalecer cada vez mais o agronegócio de Rondônia.


Texto: Wania Ressutti
Fotos: Carlos Neves (Centrer-RO)
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu