Rio Grande do Sul recebe os 9 primeiros pacientes de Rondônia com Covid-19



O Rio Grande do Sul recebeu, na madrugada desta quarta-feira (27), 9 pacientes com Covid-19 de Porto Velho, capital de Rondônia. Eles desembarcaram no Aeroporto Internacional de Porto Alegre à 1h52min, depois de voarem em um avião C-105 da Força Aérea Brasileira (FAB), que partiu às 18 horas de terça-feira, no horário local, 19 horas no fuso horário do RS. Na pista do terminal, nove ambulâncias aguardavam os rondonienses para encaminhá-los aos hospitais. Quatro pacientes foram internados em enfermarias no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) e outros cinco permanecerão em tratamento no Hospital Conceição.

No sábado passado, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, apreensivo sobre o colapso do sistema de saúde da cidade, fez um apelo ao Ministério da Saúde por ajuda. Na ocasião, o governador gaúcho em exercício, Ranolfo Vieira Junior, a pedido da pasta, aceitou receber até 50 pacientes hospitalizados por Covid-19. O estado do Paraná também aceitou receber outros 50 pacientes. Ao final, 13 foram para Curitiba e chegaram ainda no começo da terça-feira. Para o RS, eram inicialmente 12, mas dois desistiram e um passou mal durante o embarque e teve que permanecer no estado do Norte.

De acordo com o secretário adjunto de Saúde de Rondônia, Nélio Santos, que tem acompanhado a ação, os pacientes estão em observação clínica e têm a necessidade de transferência para que o quadro não venha se agravar. No voo, os nove tiveram suporte de oxigênio medicinal, que foram fornecidos por cilindro embarcados na aeronave. Mas no desembarque em Porto Alegre, os pacientes foram examinados por médicos antes de serem colocados nas quatro ambulâncias do Samu, três da empresa Transul e duas da Unimed, ambas parceiras da operação montada, que ainda envolveu a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Brigada Militar e Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

Nos dois hospitais de Porto Alegre, os pacientes ficarão isolados dos demais internados por Covid-19. No HCPA, eles estarão em uma unidade Covid no 9o. andar sul e no Conceição, além do isolamento e de uma equipe exclusiva de assistência, o grupo será testado para verificar se não está infectado pela variante do novo coronavírus descoberta em Manaus (AM), e que está em circulação pela região amazônica. Cuidado que foi observado no transporte, devido à forte paramentação utilizada pelos profissionais de saúde envolvidos na operação.


Fotos: Mauro Schaeffer

Fonte: por Mauro Schaeffer (Correio do Povo)

Postar um comentário

0 Comentários

Close Menu