<

Profissionais de saúde começam a ser imunizados contra o coronavírus em Ji-Paraná



Os 17 municípios da região Central já retiraram os volumes destinados da vacina contra o novo coronavírus, entregue pelo Governo de Rondônia, na quarta-feira (20), em Ji-Paraná. Profissionais da Saúde começaram a ser imunizados nesta quinta-feira (21).

A vacina CoronaVac foi distribuída pessoalmente pelo chefe do Executivo em sete polos regionais de saúde. Desta maneira, todos os 52 municípios foram contemplados e devem vacinar imediatamente os profissionais da Saúde, que estão na linha de frente contra a Covid-19, e indígenas.

As secretarias municipais das 17 cidades realizaram a retirada do imunizante na 1ª Gerência Regional de Saúde (1ª GRS de Ji-Paraná), no dia seguinte em que o governador, coronel Marcos Rocha, entregou a primeira remessa. Os municípios são: Ji-Paraná, Jaru, Vale do Anari, Theobroma, Governador Jorge Teixeira, Ouro Preto do Oeste, Mirante da Serra, Nova União, Teixeirópolis, Urupá, Vale do Paraíso, Presidente Médici, Alvorada do Oeste, São Francisco do Guaporé, Costa Marques, São Miguel do Guaporé e Seringueiras.

“Ao recebermos o estoque deste primeiro lote, tomamos a providência de armazenar na rede de frio e acionar os representantes de saúde de cada um dos municípios da regional. Elaboramos um cronograma, que foi cumprido à risca e as vacinas foram repassadas”, disse o gerente Regional de Saúde de Ji-Paraná, Ivo da Silva.

PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Em Ji-Paraná, os profissionais da Saúde foram os primeiros a serem imunizados, na manhã de quinta-feira (21), no Centro de Atendimento para o Enfrentamento de Covid-19, no Hospital Municipal Dr. Claudionor Couto Roriz.

O procedimento vacinatório iniciou com médicos e enfermeiros. A prioridade vacinal aos profissionais da Saúde é essencial, segundo a gerente de enfermagem do Hospital Municipal, enfermeira Haradyane Cornacchia. “É nossa rotina lidar diretamente com a doença e a imunização traz mais segurança pra gente. Caso sejamos afetados após a vacina, o vírus se enfraquece no organismo”, opinou.

Maria Aparecida Ribeiro atua há 22 anos na Saúde Pública e lida diretamente com pessoas idosas. “Assisti muitas mortes. Apesar de muitas pessoas não acreditarem, a doença é grave”, disse a profissional de saúde, que está no cronograma para ser vacinada na sexta-feira (22).

O técnico de enfermagem, Aurélio Lopes, entende que a vacina é um dos únicos meios de prevenir a Covid-19. “A proteção pessoal como máscaras, higienização de mãos são importantes, e a vacina é fundamental”, declarou.

A vacinação para os profissionais de saúde soa como a única esperança para combater a doença e diminuir os números de infectados. “Estamos trabalhando no limite da força física e psicológica. As perdas de parentes, amigos e vizinhos já começam a ser imensuráveis. Para nós, que atuamos diretamente na área, os corações ficam mais aliviados e esperançosos”, declarou a enfermeira Sílvia Sterlin.


Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Paulo Sérgio e Caíque Brilhante
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários