<

Nove estabelecimentos comerciais de Porto Velho foram interditados pela Operação 3ª Onda

 


O Governo do Estado de Rondônia, por meio do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), com apoio de outros órgãos da força de segurança pública do Estado, desencadeou em Porto Velho, na noite de sexta-feira (8) a Operação 3ª Onda, com o intuito de garantir o distanciamento social e evitar aglomerações em bares, conveniências e afins, devido o aumento de casos de Covid-19.

Os agentes envolvidos na fiscalização interditaram nove estabelecimentos comerciais e realizaram outras autuações. Sob a coordenação da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), a operação foi divida em quatro equipes de vistoriadores com atuação em todas as regiões da capital. De acordo com os dados do Corpo de Bombeiros, 64 pessoas estiveram envolvidas, o que motivou o balanço final, promovido em conjunto com os demais órgãos fiscalizadores.
Vistoriados/orientados: 7
Notificados: 13
Interditados: 9
Autuação: 5
Auto de constatação: 2
Auto de infração: 3
Fechamentos espontâneos anteriores ao início da ação: 3

Com o mesmo objetivo, a Operação 3ª Onda continua hoje e amanhã, porém com mais rigor devido a publicação da Portaria Conjunta nº 28, de 8 de janeiro de 2021, que estabeleceu a nova reclassificação dos municípios, a qual Porto Velho retornou à fase 2.

Participaram da operação a Polícia Militar, Polícia Civil, Agência de Vigilância em Saúde (Visa) do município, Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz) e Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).



Texto: Emanuelle Pontes
Fotos: Daiane Mendonça
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários