<

Manutenção de pontes e bueiros garantem trafegabilidade em rodovias da Zona da Mata



Com o início do período chuvoso, as pontes de madeira, bueiros e saídas de água das rodovias não pavimentadas precisam estar em boas condições para garantir o escoamento da produção agrícola, leiteira, calcário, transporte bovino, entre outros que impulsionam a economia do Estado. Com essa preocupação o Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER) está realizando a manutenção de bueiros e pontes nas vias estaduais com ações rápidas que garantem a trafegabilidade.

Na última quinta-feira, (14), em menos de 24 horas a equipe da 5ª Residência Regional do DER em Rolim de Moura reconstruiu a cabeceira da ponte do rio Corgão, no quilômetro 4 da rodovia 135, popularmente conhecida por Linha 160, entre os municípios de Novo Horizonte d’Oeste e Alta Floresta d’Oeste.

O diretor-geral, Elias Rezende, explica que na última semana a equipe também realizou a instalação de tubo de aço corrugado (armco), na rodovia 370, no quilômetro 16 e a ainda a instalação de manilhas de concreto no quilômetro quatro, próximo ao município de Parecis. “São ações rápidas e eficazes que trazem o resultado esperado pela população. O governador, coronel Marcos Rocha tem cobrado diariamente para que as rodovias estejam trafegáveis e que os bueiros e pontes recebam manutenção. Estamos buscando novas tecnologias para no futuro iniciarmos a substituição definitiva das pontes de madeira, visando a economia e durabilidade”, disse.

Segundo o vice-governador, José Jodan, as equipes também fazem a manutenção nas saídas de águas nas rodovias não pavimentadas. “Quando a água da chuva em abundância invade as estradas, elas ficam assoreadas. É preciso esse trabalho minucioso de refazer a drenagem e a limpeza dos bueiros. Só assim conseguiremos manter as rodovias trafegáveis, mesmo no inverno amazônico”, finalizou.



Texto: Ricardo Barros
Fotos: Ricardo Barros e Crejo Martins Pereira
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários