<

Governo entrega 100% do primeiro lote das vacinas contra Covid-19 às regionais de saúde; municípios iniciam vacinação



Cem por cento das Regionais de Saúde de Rondônia receberam as remessas do primeiro lote de vacinas CoronaVac contra a Covid-19. A entrega do primeiro lote foi efetuada pelo próprio governador do Estado, coronel Marcos Rocha, que percorreu os municípios de Guajará-Mirim, Ji Paraná, Cacoal, Vilhena, Rolim de Moura e Ariquemes acompanhando de perto a entrega aos polos, juntamente com secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo.

Com 100% da entregue concluída às regionais, o Governo do Estado cumpre o primeiro passo para o início da vacinação, inclusive, também com a entrega de seringas que serão utilizadas. Na próxima fase, os municípios irão receber as doses que vão ser distribuídas dentro das abrangências das Regionais. A entrega das unidades permitirá a vacinação dos grupos prioritários em consonância com o Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação Conta a Covid-19, bem como ao Plano Nacional de Imunização, do Governo Federal.

Conforme explicado pelo coordenador estadual de imunização da Agencia Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Ivo Barbosa, as regionais são responsáveis para organizar o fluxo de distribuição do material para as cidades de abrangência, totalizando o atendimento aos 52 municípios do Estado. “As regionais têm profissionais experientes qualificados e capacitados para fazer a distribuição de forma eficiente”.

A primeira remessa da vacina CoronaVac chegou a Rondônia na manhã de terça-feira (19), transportada pelo avião cargueiro da Força Aérea Brasileira. Em solo rondoniense, foram desembarcadas quase 50 mil doses de vacina para enfrentamento ao coronavírus e, de imediato, o próprio governador Marcos Rocha fez questão de entregar os lotes destinados para cada regional de saúde.

O coordenador estadual de imunização da Agevisa também lembrou que a prioridade para todo o Estado nesta fase é vacinar os profissionais da linha de frente das ações de combate à Covid-19, além dos indígenas aldeados e idosos com mais de 60 anos que moram em casas de repouso ou asilos. “Cabe a cada município a organização para a vacinação que já está acontecendo. Todos os setores foram orientados quanto aos procedimentos, inclusive com informe técnico apresentado aos municípios”, disse Ivo Barbosa, deixando claro que a vacinação irá seguir os Planos apresentados pelos Governos Federal e de Rondônia. A imunização acontece em duas doses, com intervalo de 14 dias.


Texto: Aurimar Lima e Paulo Ricardo Leal
Fotos: Ésio Mendes e Frank Néry
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários