<

Motorista que morreu carbonizado em explosão será identificado por exame de DNA



O motorista que morreu carbonizado na batida entre duas carretas na BR-364, na Serra de São Vicente, vai ter que ser identificado por meio de exame de DNA. O corpo, que ficou aproximadamente 90% queimado, está no Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá. A vítima foi identificada pelas iniciais [A. S. A. de O.], de 37 anos, cuja família é de Mato Grosso do Sul, mas a identificação depende do resultado do teste. 

O acidente ocorreu na tarde de domingo (29), no km 350 da rodovia. Um caminhão pegou fogo depois de bater uma carreta, e houve explosões e derramamento de combustíves. O motorista que morreu estava no caminhão. Já o outro condutor não teve ferimentos graves. 

A pista chegou a ficar completamente fechada após a colisão, e só foi liberada aproximadamente 12 horas depois, às 5h45 de segunda-feira (30). Horas depois, no período da tarde, a pista norte da Serra foi bloqueada para remoção do veículo de carga envolvido no acidente.




Fonte: Repórter MT

Postar um comentário

0 Comentários