<

Mais de mil atendimentos foram registrados pela Ouvidoria da Seduc em 2020



A Ouvidoria da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), que tem por finalidade de estabelecer um canal de escuta formal, direto e permanente entre a secretaria e os usuários dos serviços educacionais, apresentou o relatório das demandas de atendimento referente ao ano de 2020, por meio da Ouvidora, Professora Edneuza Gonçalves Silva.


Durante o período de janeiro a novembro deste ano, foram recebidas, tratadas e encaminhadas um total de 1009 (um mil e nove) manifestações, sendo concluídas 979 (novecentas e setenta e nove) e 30 (trinta), continuam em andamento. Ressalta-se que durante o período de 01 a 22 de dezembro, foram registradas um total de 52 (cinquenta e duas) manifestações.

A Ouvidoria da Seduc recebe denúncias, reclamações, solicitações e sugestões no horário das 7h30 às 13h30, por intermédio do e-mail- ouvidoria@seduc.ro.gov.br, telefone- 0800 647 3838, pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI), pela Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação (FalaBr) e de forma presencial, no Palácio Rio Madeira.

De acordo com a Ouvidora, professora Edneuza Gonçalves Silva, as demandas mais recebidas são solicitações que giram em torno de informações diversas, conforme o momento de atividades realizadas pela Seduc. “Com a pandemia da Covid-19, as manifestações tiveram outro foco como: cartão alimentação, kit alimentação, aulas on-line e portal do aluno, tendo um aumento tocante ao cartão alimentação, este com solicitações de informações desde a inscrição do estudante, ao recebimento do benefício. No presente momento as demandas estão focadas no cadastro online para reserva de vagas na rede estadual de ensino para 2021”.

A ouvidoria da Seduc é um Setor de Gestão de fundamental que possui um trabalho diverso, com alcance para todo o Estado de Rondônia e de extrema importância para o atendimento ao usuário, no registro, encaminhamento, acompanhamento e devolutiva de suas manifestações, principalmente neste momento de distanciamento social.

Postar um comentário

0 Comentários