<

Governo de Rondônia investiu mais de R$ 6 milhões na aquisição de equipamentos e softwares de ponta em 2020




O Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), obteve muitos avanços em 2020 nas mais diversas áreas, e a Tecnologia no Desenvolvimento de Sistemas se destaca com grandes avanços por meio de projetos entregues que ajudam no desenvolvimento estadual.

Neste ano, a Diretoria Executiva de Tecnologia da Informação e Comunicação (Detic) da Superintendência do Estado para Resultados (EpR), se transformou em Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), conforme o Diário Oficial a Lei Complementar nº 1062.

A transformação no órgão não aumentou número de cargos, nem de despesas e teve o objetivo de aprimorar a tecnologia da informação e comunicação do Estado com a aquisição de equipamentos, ativos de rede e softwares de ponta visando expansão do Data Center governamental além de ampliar a capacidade armazenamento garantiu também o aprimoramento a melhoria das nossas rotinas de segurança; e com a criação da portaria de Home Office com base no primeiro decreto de calamidade pública expedido pelo governo estadual preservando a saúde dos profissionais.

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

De acordo com a Setic, em 2019 foram entregues 39 projetos, entre novos sistemas e melhorias de sistemas. Já este ano, o número quase dobrou com a entrega de 56 projetos, sendo 23 novos sistemas e 33 melhorias de sistemas. Trinta e oito estão em andamento (30 novos sistemas e 8 melhorias de sistemas).

Os dados comprovam que o emprego de novas tecnologias, somadas a metodologia ágil trouxeram resultados surpreendentes no desenvolvimento de soluções.

O coordenador de Desenvolvimento da Setic, Maico Moreira reforça que que através de ferramentas gratuitas e com os ajustes no método de testagem de software foi possível realizar entregas com maior qualidade.

“Nós implementamos vários mecanismos que possibilitam monitorar e saber o que é qualidade, então fizemos imersões com cada equipe para ensinar a testarem melhor os códigos deles. Adquirimos ferramentas gratuitas que possibilitam monitorar esses códigos fontes para que eles possam saber, então teve um melhoramento da qualidade com relação a produção em si”, garante Moreira.

Tais melhorias e entregas de sistemas resultam na modernização e desburocratização dos processos e economia financeira para o Estado.

METODOLOGIA E RESULTADOS

A pandemia colocou em cheque a metodologia Ágil Scrum para desenvolvimento de soluções (sistemas) antes trabalhada presencialmente entre a equipe da Setic e seus clientes. Manter a equipe unida, a qualidade e a evolução dos serviços era o grande desafio a ser superado para que as metas trabalhadas para 2020 pudessem ser atingidas.

No início da Gestão, a metodologia adotada pela Setic foi a Ágil Scrum e se tornou uma excelente alternativa para realização de projetos complexos na empresa reduzindo o tempo de entrega de produtos, adaptando às mudanças com maior facilidade durante as etapas de produção.

Durante o período de home office foram lançados 23 novos sistemas. Entre os destaques estão: o Programa de Transparência de Renda Temporária (AmpaRo), desenvolvido em apenas 5 dias em parceria com a Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Seas), destinado ao cadastramento de famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica em Rondônia, tendo como resultado mais de 22 mil beneficiários e o Sistema de Análise de Propostas Culturais (SapCultural), desenvolvido em parceria com a Superintendência de Estado da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), visando garantir renda emergencial para os profissionais dos setores cultural e criativo e ações de fomento à cultura, por meio da realização de prêmios e editais para o setor. Foram nove editais publicados, mais de 600 cadastros e 124 artistas contemplados com o auxílio.

COMPORTAMENTO EMOCIONAL

O Projeto Aletheia trabalha medindo o lado emocional dos profissionais para intervenções e aperfeiçoamentos focados, buscando o equilíbrio entre as equipes. Dentro desta linha a Setic criou uma ferramenta chamada de “Emocionômetro” de monitoramento comportamental.

“Em 2020 consolidamos os dados levantados em 2019, com um trabalho que prezamos tanto que é a produção, e a quantidade de produtos que confeccionamos duplicou”, garante o coordenador Maico.

Para a interação e troca de experiências entre as equipes, a Setic adotou a Sixfire, que acontece toda sexta-feira. Geralmente as Sixfire contam com a presença de convidados de renome nacional e internacional, que por vezes são transmitidas on-line com acesso livre à população, através das mídias sociais.

Outra modalidade com boa aceitação dos clientes para melhor a performance foram os eventos chamados Lean Inseptions (workshops interativos) realizadas on-line, onde durante cinco dias de workshops interativos, as equipes da Setic e clientes são desafiados para o desenvolvimento de soluções que possam atender as necessidades do cliente.

ECONOMIA

De janeiro a novembro de 2020 foi gerada uma economia de mais de R$ 13 milhões para o Governo de Rondônia, através de serviços de tecnologia da informação realizados pela Gerência de Infraestrutura da Setic. Em 2019 foram R$ 13,6 milhões, e a perspectiva é que até o final de 2020 sejam economizados R$ 14 milhões.

Grande parte dos serviços disponibilizados pela Setic são consumidos pelo Governo do Estado e divididos em categorias, como a Infovia, que é a conectividade entre os pontos do governo estadual, entre Porto Velho, Candeias e Ariquemes. “Fornecemos acesso à internet para as unidades do Governo, através dos nossos sistemas e dispositivos. Também realizamos atendimento de chamadas, que são todos aqueles clientes que precisam de formatação de computador, construção da rede, apoio no uso do Sistema Eletrônico de Informações (SEI). Ofertamos ainda infraestrutura com o serviço de armazenamento de todos os dados das Secretarias. Precificamos também a manutenção das linhas Voip e os serviços de comunicação via e-mail”, esclarece Gabriel Carrijo, gerente de infraestrutura da Setic.

Além de contribuir na parte econômica do Estado, a Setic tem se empenhado cada vez mais para oferecer o melhor serviço. “Desde 2019 temos focado na substituição de equipamentos defasados, com foco no reequipamento e prestação de serviços para todas as Secretarias. Pretendemos deixar a nossa infraestrutura com tecnologia de ponta, para que todos os serviços à sociedade sejam possíveis e eficientes, montando a base para futuras smart cities em Rondônia, uso de sistemas que vão atender a população por meio da Infovia”, esclarece o superintendente da Setic, coronel Delner Freire.

INVESTIMENTO

Mais de R$ 6 milhões investidos em aquisição de equipamentos e softwares de ponta com o objetivo de melhorar a alta disponibilidade de serviços. Com essas aquisições, o acesso à diversos serviços ganhou mais celeridade e a garantia de continuarem em funcionamento mesmo em casos de interrupções de energia, otimizando também os trabalhos dos servidores públicos do Estado.

A Setic conta com servidores altamente capacitados que trabalham com sistema hiperconvergente, onde é aproveitada a inteligência definida por software para eliminar os silos de armazenamento e computação e permite que esses recursos sejam executados e gerenciados na mesma plataforma de servidor, o que elimina ineficiências e acelera a computação. Esses equipamentos oferecem infraestrutura de nuvem híbrida (armazenamento físico e virtual) que permite ao Governo acelerar as iniciativas digitais e otimizar gastos, prioridades ainda mais amplificadas na era da Covid-19, além de aumentar a segurança dos dados e sistemas, gerando grandes economias para o Estado, proporcionamento ganhos com a automação, melhorando o desempenho.

ATENDIMENTO

Fazendo uso de tecnologias, o índice de satisfação no atendimento aumentou em período de home office (pandemia), com a Telefonia Voip, portal de atendimento, chat do SEI, que são algumas das tecnologias utilizadas pela Central de Atendimento para garantir o bom atendimento e funcionamento dos serviços que auxiliam as Secretarias do Governo. As atividades também asseguram o acesso da população por meio de portais de serviços, com mais de 40 mil chamados e 95,8% de índice de satisfação;

CONECTIVIDADE E COMUNICAÇÃO

Segundo o Comitê de Combate ao Coronavírus de Rondônia, o uso de ferramentas digitais permitiu que as informações fossem trocadas com órgãos que estivessem na zona de frente do combate. Também foi possível contatar municípios, tendo todo o cuidado de segurança com a saúde.

Só a Rede de Comunicação (Infovia) do Governo do Estado, possui 264 pontos em Porto Velho, Candeias e Ariquemes e mais 22 pontos foram implantados em 2020.

O Governo de Rondônia aposta na Parceria-Público-Privada (PPP) para ter economia, tanto que em setembro deste ano, o Poder Executivo Estadual tornou público o edital de chamamento público de procedimento de manifestação de interesse da iniciativa privada.

Rondônia gasta anualmente cerca de R$ 17,5 milhões com contratos de internet e protocolo de transporte. O Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas, prevê que o Governo, por meio dessa parceria pode ter uma economia de quase R$ 8 milhões, tendo em vista que cada Secretaria faz seu próprio contrato de link de internet.

A medida vai centralizar os contratos e atender as mais de mil unidades do Executivo Estadual e vai permitir a exploração econômica da rede, permitindo a comercialização dos serviços. Por sua vez, parte da receita retornará para os cofres públicos na forma de royalties, permitindo a constante atualização tecnológica.

Em parceria com a Superintendência Estadual de Gestão e Gastos Públicos Administrativos (Sugesp), a Setic trabalha na implantação de aparelhos, monitoramento e remanejamento das linhas para melhorar a comunicação e gerar economia para o Estado, por intermédio de outra ferramenta, Voip, ou Voz sobre Protocolo de Internet. Tecnologia que permite a transmissão de voz por IP (Protocolos de Internet), ou seja, transforma sinais de áudio analógicos, como em uma chamada, em dados digitais que podem ser transferidos através da Internet funcionando para ligações internas e externas.

Durante o período de home office o serviço foi de suma importância no atendimento ao público. Com a instalação do aplicativo em celulares, o atendimento ao servidor e público e a cidadão pode ser “continuado” em diversas localidade, desde de que haja acesso à internet. Através desta ferramenta foram registradas, de janeiro a novembro deste ano, 49 atendimentos, 2.520 ramais ativos e mais de 12 mil ligações realizadas, com uma economia de R$ 70 mil mensais.

Já a videoconferência, tecnologia implantada durante o estado de calamidade pública, possibilitou agilidade no processo decisório, onde o Governo envolveu pessoas com poder de decisão, de forma on-line e em tempo real. A ferramenta fortalece a ação conjunta que depende, em muitos casos, de reunião com diversos órgãos, sendo do Legislativo e Judiciário.

Postar um comentário

0 Comentários