<

Workshop reúne servidores para alinhar e desenvolver software voltado à Regularização Fundiária Urbana do Estado



As superintendências estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) e de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat), com representantes de unidades de Regularização Municipal das prefeituras no Estado de Rondônia, participaram do workshop colaborativo “Lean Inception”, para alinhar o trabalho de um grupo de pessoas sobre um Produto Mínimo Viável (MVP) a ser construído, ou seja, desenvolver um software voltado para a regularização fundiária.

O intuito do evento foi alinhar com os colaboradores envolvidos a definição, objetivos, estratégias e escopo do produto. Para que os analistas da Setic pudessem ter um processo colaborativo e eficiente, onde todos os participantes precisaram estar totalmente focados nas atividades realizadas para construir um produto mais assertivo.

Para o gerente de Desenvolvimento da Setic, Maicon Moreira da Silva, esse encontro fez-se necessário para diminuir os riscos e aumentar a possibilidade de desenvolver o produto certo e o mais próximo possível para atender a necessidade da sociedade, do Governo e das pessoas que estão participando da construção colaborativa. “Assim teremos uma grande possibilidade de sermos assertivos no desenvolvimento do software”, concluiu.

Durante o encontro foram notadas algumas necessidades para que a nova ferramenta seja voltada à população de uma maneira mais ágil e também para facilitar a obtenção de dados no andamento dos convênios realizados com os municípios. Dando mais celeridade no processo de Regularização Fundiária Urbana no Estado.

A técnica da Unidade de Regularização Municipal de Cerejeiras, Ellen Serafin Cortez, participou do workshop, satisfeita com o novo sistema que será desenvolvido. “O sistema será muito beneficente para o nosso setor de cadastro da Regularização Fundiária, e estamos esperançosos para obter um sistema que terá um alto índice de inteligência a ser implantado. Também irá poupar nosso tempo, pois os processos vão ser realizados mais rápidos e será de extrema importância para o nosso município”.

Com as dúvidas esclarecidas e a criação do escopo do produto, foi definido o sistema que será implantado pelos participantes. “O ‘Sistema Regulariza Já’ será permitido ao cidadão que está em busca do título de terra, com um rápido acesso, de maneira segura e com garantia que a terra é sua. O cidadão é o principal beneficiado com o sistema desenvolvido pela Superintendência de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado de Rondônia”, esclareceu o superintendente da Setic, coronel Delner Freire.

O diretor estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária, Jorge Luiz Mello da Costa disse que a preocupação da Sepat sempre foi em elaborar um sistema que toda a população carente tivesse acesso. “Conversamos com a equipe da Setic e realizaram um produto de excelência. A Sepat tem o intuito de regularizar o maio número de títulos possíveis para esse ano e para o próximo ano, e queremos fazer de um maneira pioneira, porque estamos pensando na população ter a sua terra titulada. Esse é o propósito do Governo de Rondônia”.

O encontro com os técnicos foi realizado durante cincos dias, de 9 a 13 de novembro, no auditório da Escola de Governo no Palácio Rio Madeira. E contou com os técnicos da Regularização Fundiária dos municípios de Porto Velho, Cerejeiras, Vilhena, Corumbiara, São Felipe do Oeste, Espigão d’Oeste e Itapuã do Oeste.





Texto: Elaine Barbosa
Fotos: Arquivo Setic e Sepat
Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários