<

Vídeo: Advogado agride idosa em Porto Velho na frente de criança





Uma mulher idosa foi agredida por um advogado em Porto Velho no final da manhã de terça-feira (6). As agressões foram gravadas por uma câmera de vigilância. Ele não teve o nome revelado e a OAB disse em nota que o profissional pode ser suspenso.


As imagens mostram duas mulheres conversando, quando o advogado chega e uma calorosa discussão é iniciada. A idosa tenta sair do local, mas o advogado fecha a porta. A discussão aumenta e a idosa empurra o homem, que reage com agressões. A mulher corre e o advogado segue. Ao final das gravações uma criança, que estava em um sofá, corre em busca de ajuda.


Na noite de quarta-feira, o presidente da OAB Rondônia, Elton Assis disse que o caso é grave e noticiou ao Tribunal de Ética e Disciplina (TED) para providências imediatas. Veja manifestação:

“O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rondônia, Elton Assis, noticiou ao Tribunal de Ética e Disciplina (TED), no final da tarde desta segunda-feira (06), a conduta de advogado que agrediu fisicamente uma idosa em Porto Velho. A agressão foi registrada por meio das câmeras de segurança, que mostram a gravidade do ato.


O vídeo veiculado amplamente em redes sociais foi encaminhado pela Presidência ao TED para a análise do caso e adoção das medidas cabíveis ao agressor, por possível infração ao Código de Ética e Disciplina da OAB. Além da possível suspensão preventiva, o tribunal pode deflagrar processo ético profissional em desfavor do advogado envolvido, assegurando o devido processo legal, a ampla defesa e o contraditório, nos termos da Lei 8906/1994, Regulamento Geral e Código de Ética.


Elton Assis, afirma que a Ordem mantém-se vigilante e atenta para tomar medidas enérgicas sempre que houver qualquer tipo de violação por parte de membros da classe. “Estamos sempre à frente, na defesa das prerrogativas da advocacia, prezamos pela integridade dos nossos profissionais, mas não podemos nos fechar diante deste ato antiético e que causa perplexidade pelo nível da agressão à pessoa idosa. Nosso Tribunal tratará o ato com a seriedade e imparcialidade necessários”.



Postar um comentário

0 Comentários