<

Família contrata advogado para acompanhar caso da morte de casal em perseguição



A família da técnica de enfermagem identificada pelas iniciais [A. B. A. S.], 18, conversou com a equipe de reportagem e informou que contratou um advogado para mover uma ação judicial contra o Estado de Rondônia e os policiais militares que teriam provocado o acidente que acabou na morte da jovem e do namorado dela, o empresário identificado pelas iniciais [S. A. L.], 26.

O casal morreu na madrugada do último domingo (25) durante perseguição policial na Avenida Tiradentes, bairro Embratel, em Porto Velho (RO).

O boletim de ocorrência feito por uma equipe da Polícia Militar do Batalhão de Trânsito relata que o casal estaria no Espaço Alternativo e o piloto da motocicleta, o jovem, teria desobedecido voz de parada e fugido na contramão da Avenida Jorge Teixeira, seguido até a Avenida Tiradentes, entrado no fluxo normal de veículos e depois perdido o controle da direção em uma reta.

Imagens de câmeras de monitoramento mostram que duas viaturas perseguiam a motocicleta. No vídeo observa-se que a viatura modelo Gol ultrapassa pela direita a caminhonete L200 e em seguida fecha o casal.

As vítimas são lançadas contra o canteiro central e se chocam contra uma árvore. Os dois ocupantes da moto morreram no local.

Fontes que atuam nas investigações do caso informaram que as duas viaturas passaram por perícia e no veículo oficial modelo Gol foi constatada uma avaria (amassado) do lado em que teria ocorrido o choque com a motocicleta.

A mãe da jovem morta no acidente, contou a equipe de reportagem que a filha e o namorado viajaram de Rio Branco (AC) na última quinta-feira (22) e estavam a trabalho na capital de Rondônia.

A mãe afirma que não medirá esforços para que seja feita justiça e que os culpados de fato punidos.



Postar um comentário

0 Comentários