<

Toffoli pede informações a STJ e PGR sobre afastamento de Witzel



Presidente do STF deu 24 horas para as duas instituições se manifestarem, antes dele julgar o pedido para suspender o afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel
31 de agosto de 2020, 17:54 h Atualizado em 31 de agosto de 2020, 18:09


Ministro Dias Toffoli, em sessão no STF 7/11/2019


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, solicitou nesta segunda-feira (31) informações ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e à Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a decisão que afastou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

Toffoli deu 24 horas para as duas instituições se manifestarem, antes dele julgar o pedido de decisão liminar para suspender o afastamento de Witzel, movido pela defesa do governador.

Um dos questionamentos da defesa é o fato do afastamento de Witzel ter sido por meio de uma decisão monocrática do ministro Benedito Gonçalves, e não por um colegiado.

Os advogados também usam o argumento de que Witzel não foi nem sequer denunciado no suposto recebimento de propina e direcionamento de licitações de contratos na área da Saúde.



Fonte: Brasil 247/ (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

Postar um comentário

0 Comentários