<

'Se a mídia está criticando, é porque foi bom', diz Bolsonaro sobre discurso com mentiras na ONU



Queimadas e Jair Bolsonaro discursando na ONU 


Jair Bolsonaro defendeu no fim da tarde desta terça-feira (22) o discurso catástrofico e recheado de informações falsas proferido por ele na abertura da 75ª Assembleia Geral da ONU.

Ao chegar ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro respondeu a um apoiador que tentou estabelecer uma relação de corroboração entre a fala de Bolsonaro e a do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. "Se a mídia está criticando, é porque o discurso foi bom", disse ele.

Em discurso gravado para a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), transmitido nesta terça-feira (22), Jair Bolsonaro voltou a culpar índios pelas queimadas e citou uma "campanha brutal" contra a política ambiental do seu governo.

"Índios queimam em busca de sobrevivência. Focos criminosos são combatidos com rigor e determinação. Mantenho tolerância zero com crime ambiental". Também afirmou que, em 2019, o Brasil "foi vítima de um criminoso derramamento de óleo venezuelano, acarretando sérios prejuízos na atividade de pesca e turismo".


Fonte: Brasil 247/(Foto: Reprodução | Reuters | Marcos Corrêa/PR)

Postar um comentário

0 Comentários