<

Sargento bolsonarista preso com cocaína em avião da comitiva presidencial terá de cumprir pena na Espanha



A Justiça da Espanha negou o pedido de transferência do sargento brasileiro Manoel Silva Rodrigues, nesta quinta-feira, 17. Ele foi flagrado com 37 kg de cocaína em um avião da Força Aérea Brasileira da comitiva presidencial em junho do ano passado.

O militar brasileiro terá de cumprir a pena de seis anos de prisão na Espanha. Ele está detido em Sevilha, no sul do país. O Código Penal da Espanha estabelece que condenados por crimes graves — que excedam cinco anos de prisão — cumpram toda a pena em território espanhol.

Ele ainda foi obrigado a pagar multa de 2 milhões de euros, o que dá cerca de R$ 12,4 milhões pela cotação atual.

Silva Rodrigues foi um apoiador de Jair Bolsonaro na campanha eleitoral do ano passado e era uma presença constantes nas comitivas de Bolsonaro.



Fonte: Brasil 247/(Foto: Divulgação)

Postar um comentário

0 Comentários