<

Presidente da Assembleia Legislativa denuncia perseguição a produtores de Rondônia pela Sedam


O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), afirmou estar bastante indignado com a atitude da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), que está perseguindo e multando o setor produtivo. “É esse setor que está salvando o Brasil, mas os produtores reclamam com razão quando dizem que estão sendo tratados como bandidos. Eles pedem socorro”, prosseguiu o parlamentar.

De acordo com as denúncias recebidas pelo presidente Laerte Gomes, a Sedam e a Polícia Ambiental estão agindo de forma covarde, notificando e já multando. Dessa forma, pressionam produtores rurais da BR-429 em São Francisco do Guaporé e Costa Marques, e ainda no distrito de São Domingos. O parlamentar disse ser necessário convocar o comandante do Batalhão Ambiental e o secretário da Sedam para dar explicações.

“Somos um Estado produtivo, e essa produção está salvando Rondônia nesse grave momento que passamos com a Covid-19. Os produtores rurais que desenvolvem esse importante trabalho agora são perseguidos por uma política criminosa executada na Sedam e na Polícia Ambiental, com essa pressão de multas, pressão em cima de quem produz e faz acontecer”, afirmou o presidente da Assembleia.

O presidente Laerte Gomes recebeu cópias de notificações dadas a esposas de produtores, ordenando que elas comunicassem aos maridos que comparecessem em São Francisco do Guaporé, sob pena de serem lavradas medidas administrativas.

“Os produtores rurais estão se sentindo ameaçados pela Sedam e pelo Batalhão de Polícia Ambiental. Chegam com metralhadoras em propriedades rurais, onde há crianças e pessoas trabalhando honestamente. As famílias do campo dizem não ser contra a preservação, e se dispõem a buscar um meio de preservar, mas o que está acontecendo é um exagero. É impossível concordar com essa atitude, porque os próprios produtores já disseram que concordam com o reflorestamento”, finalizou o presidente Laerte Gomes.




Texto: Nilton Salina-ALE/RO

Foto: Marcos Figueira-ALE/RO

Postar um comentário

0 Comentários