<

Padrasto é preso por estuprar enteada e agredir a mulher deficiente



Na fazenda, a polícia encontrou uma arma de fogo e quatro munições.

Um padrasto, nome não revelado, foi preso pela Polícia Civil, na tarde dessa segunda-feira (07), após ser denunciado pelo estupro da enteada de 11 anos na zona rural do município de Nova Xavantina (645 km a Leste da Capital).

A Polícia Civil recebeu a denúncia, de forma anônima, relatando que o acusado estuprou a menor e a esposa, que é surda e muda, presenciou o crime e ao tentar defender a filha foi agredida e esganada por ele.

Ao checar o fato, a mulher mesmo impossibilitada de falar conseguiu se expressar por meio de gestos sobre o ocorrido e, ainda, mostrou hematomas das agressões físicas sofridas pelo ex-companheiro.

O pedófilo foi preso em flagrante. Ao revistar a fazenda, os policiais também apreenderam uma arma de fogo (adaptada) de calibre 22 e quatro munições.

A menina foi encaminhada para exames de corpo de delito na Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), que constataram várias lesões nas partes íntimas da criança, confirmando o estupro.

O criminoso foi preso pela prática dos crimes de estupro de vulnerável, lesão corporal e pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.


FONTE: Repórter MT/Imagem: Divulgação

Postar um comentário

0 Comentários