<

Preso suspeito de assar cachorro pra vender como se fosse porco

A Polícia Civil do Paraná anunciou, na última sexta-feira (7/8), que prendeu por suborno o homem suspeito de matar um cachorro, assar e comer a carne em Curitiba.

Segundo o delegado Matheus Laiola, ele confessou o crime, assumiu ter matado e bebido sangue de um pássaro, além de querer matar e comer um ganso da delegacia.

Nessa quinta-feira (6/8), os policiais estiveram na casa do suspeito, mas não o encontraram. No local, havia rastros de sangue e os restos do cachorro dentro do forno. A Polícia chegou até a residência após receber denúncia de que um rapaz havia matado um cachorro a chutes e estava tentando vender a carne do animal no bairro como se fosse porco.

Segundo Laiola, o suspeito foi localizado no período da noite e tentou subornar os agentes. “Ele acabou oferecendo dinheiro aos policiais para não ser preso, ofereceu dinheiro para não ser preso. A gente gravou tudo, em áudio, em vídeo… Além do crime de maus-tratos, ele vai responder pelo crime de corrupção”, informou.

O homem — que não teve a identidade revelada — é usuário de drogas e tem várias passagens pela polícia por agressão, violação de domicílio e porte de simulacro de arma de fogo.





Fonte: R1 RONDÔNIA

Postar um comentário

0 Comentários