<

Líder do centrão começa a fritar Guedes: ‘ninguém é insubstituível’



Ciro Nogueira e Paulo Guedes


Líder do centrão e mais novo aliado de Jair Bolsonaro, o senador Ciro Nogueira, presidente do Progressistas, minimizou o impacto de uma eventual saída de Paulo Guedes do governo, dando início a um processo de fritura do ministro da Economia, depois de uma debandada na pasta ocorrida nesta semana.

Em entrevista à CNN, Ciro Nogueira declarou: “ninguém é insubstituível e nem pode. O foco do comando é do presidente”. “Se o Paulo Guedes morrer, o país fecha?”, indagou ainda.

O apoio à agenda fiscal de Paulo Guedes tem gerado uma crise no governo Bolsonaro, que viu no auxílio-emergencial a possibilidade de manter o apoio de seu eleitorado. O governo já viu que não será possível conseguir a reeleição apenas pelo caminho da austeridade.




Fonte:  Brasil 247/(Foto: Agência Brasil)

Postar um comentário

0 Comentários