<

Hospital Cosme e Damião abre enfermaria exclusiva para crianças com doenças crônicas



Porto Velho, RO - Em meio à pandemia causada pelo coronavírus e com um fluxo de atendimento diferenciado, o Hospital Infantil Cosme e Damião (HICD), em Porto Velho, abriu uma enfermaria exclusiva para crianças com doenças crônicas.

“Essa enfermaria foi criada para as crianças que ficam na unidade por um tempo de longa permanência, que chamamos de residentes. São crianças com patologias, geralmente neurológicas, que precisam de uma internação mais prolongada. Nós temos uma criança internada na unidade há um ano, por isso vimos a necessidade de uma enfermaria exclusiva para esses pacientes”, disse o diretor da unidade Sergio Pereira.

Ainda de acordo com o diretor, essas crianças geralmente fazem uso de ventilação mecânica e estão traqueostomizadas. “Elas até poderiam ir para casa, porém necessitariam de assistência médica domiciliar, o que nem sempre as famílias conseguem. Essas crianças, até então, estavam ocupando leitos de UTI e leitos na sala vermelha. Com a remoção dessas três crianças para essa nova enfermaria, a gente consegue desocupar esses leitos que passam a ser rotativos, possibilitando atender mais pacientes”, enfatizou Sergio Pereira.

A enfermaria crônica, como é chamada, oferece todo o suporte com uma equipe multiprofissional composta por médicos, psicólogos, assistentes sociais, equipe de enfermagem, fonoaudiólogos e fisioterapeutas. Os responsáveis pelas crianças recebem um treinamento dos profissionais de saúde sobre alguns cuidados básicos, para facilitar caso alguma família consiga levar a criança para casa.

O Hospital Infantil tem um projeto de criar um Serviço de Assistência Multidisciplinar Domiciliar (Samd) pediátrico. “É um sonho de todos nós, estamos trabalhando para que se torne realidade. O secretário de saúde e o governo Marcos Rocha não medem esforços quando se trata de saúde, por isso vamos trabalhar para que possamos ter mais esse avanço”.

O HICD é referência no tratamento de alta complexidade em Rondônia. Atualmente, a unidade conta com dez leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) e sete leitos para pacientes com Covid-19.

Em 2019 realizou 74.870 atendimentos, sendo que destes foram 69.578 consultas e 5.291 internações, houve um aumento se comparado ao ano anterior, que foi de 69.200.




Fonte: Rondônia agora

Postar um comentário

0 Comentários