<

Everaldo Fogaça diz que o grande desafio da capital em 2021 será o saneamento básico



O ex-vereador e pré-candidato a vereador de Porto Velho, Everaldo Fogaça, disse na sexta-feira (28) durante entrevista ao jornalista Fábio Camilo, que Porto Velho viverá um ano importante em 2021, no que diz respeito ao Saneamento Básico. Segundo ele, é importante que a população esteja atenta ao que irá acontecer no próximo ano, e que o resultado das eleições desse ano, terão impacto relevante sobre as obras de saneamento básico que chegarão à cidade no próximo ano. 

Everaldo Fogaça, que também é jornalista, disse que deve-se levar em conta, antes de tudo, a experiência de seus representantes no parlamento, para que Porto Velho não venho a sofrer com outro revés em mais uma grande obra, a exemplo do que aconteceu em outras ocasiões, quando a construção dos viadutos ficaram por anos abandonadas e ainda a do próprio saneamento básico, cujo recurso acabou voltando para os cofres da União por intrigas de grupos políticos opositores. 

O pré-candidato lembra que quando foi vereador entre 2013 a 2016, foi um dos maiores opositores do então prefeito Mauro Nazif e que já naquela época, a questão do transporte escolar era um problema crônico no município. “Era presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação e poderia ter travado a administração do prefeito, porém, nunca deixei qualquer projeto de interesse do povo mais que 24 horas na comissão. Não era oposição só por ser oposição. Estava lá também para resolver”, lembra.

Voltando à questão dos viadutos, Everaldo destacou que, como jornalista, profissionalmente se sabe de muita coisa, mas não quando você participa diretamente da questão, quando se é parlamentar. Ele lembra que esteve em Brasília com outros vereadores e pode mergulhar a fundo sobre os problemas burocráticas das obras que estavam abandonadas, bem como de outras que estavam no papel, tinham recurso, mas não começaram por falta de projetos, ou erro em projetos. 

“No caso dos viadutos, olhamos a coisa de frente e pudemos ver como foi o trabalho da bancada federal, principalmente dos deputados Nilton Capixaba, Luiz Cláudio e do Lindomar Garçom para dar continuidade aos viadutos. Me lembro que Garçom destinou R$ 9 milhões dos R$ 15 milhões de emenda parlamentar a que tinha direito como deputado às obras de finalização do viaduto da Campos Sales. Essa experiência é muito importante para quem pleiteia vagas na Câmara Municipal”, ressaltou. 

Confira a entrevista na íntegra

Postar um comentário

0 Comentários