<

Gustavo Gómez cogita notificar Palmeiras e pedir liberação por divergência em acordo





Porto Velho, RO - O Palmeiras tem até terça-feira para regularizar o contrato de Gustavo Gómez e inscrevê-lo para o mata-mata do Paulistão (nas quartas de final, o time recebe o Santo André).

A negociação, porém, está emperrada por divergências financeiras do acordo firmado entre as partes e pode acabar melando.

Os empresários do zagueiro paraguaio cogitam notificar o clube oficialmente nesta segunda-feira e pedir sua liberação por descumprimento de contrato caso as exigências não sejam atendidas.


Antes dada como certa pelo Palmeiras, a renovação do vínculo que venceu no final do mês passado (e teria validade até junho de 2024) travou porque os representantes de Gómez cobram um reajuste salarial, com base em uma cláusula de readequação cambial.


O zagueiro recebe em reais, mas com base na cotação do dólar da época em que ele chegou, em 2018. Pela cláusula em questão, o Palmeiras se comprometeu a reajustar seus vencimentos caso houvesse uma flutuação cambial superior a 10%.


Essa margem foi superada com sobras devido à alta exponencial do dólar nos últimos tempos.


Os empresários do jogador cobram, portanto, que o salário seja reajustado exatamente à cotação atual. A diretoria entregou contrapropostas em valor inferior, sob o argumento de que se trata de uma situação financeira atípica, e que a cláusula faz observações quanto ao "princípio da boa-fé" e ao "contexto econômico".

Postar um comentário

0 Comentários