<

Amorim cobra da justiça maior rigidez para a retomada de posse em propriedades rurais



Ernandes Amorim tem usado alguns meios de comunicação para debater sobre a demora burocrática que envolve a retomada de posse de terras invadidas por grupos armados (meliantes), na região do Vale do Jamari.

Amorim que há mais de quatro décadas trabalha na pecuária e no cultivo de plantações, teve no mês de outubro de 2019 uma propriedade na região de Governador Jorge Teixeira, invadida por meliantes, onde imediatamente ingressou de forma judicial com processo de retomada do patrimônio.

“Esses meliantes armados, invasores de terras, estão usando mulheres e crianças como escudo. Deixam famílias ali vivendo sem estrutura e com o perigo eminente”, ponderou.

A demora para a solução definitiva da ação, assim como a retomada de posse tem feito com que Amorim cobre mais rapidez da polícia no que diz respeito a ação efetiva de retomada da posse. “Essas terras foram invadidas por pessoas totalmente fora da lei, que se ‘vestem’ de entidade segmentada – associações, e usurpam todos os direitos da pessoa que investiu por décadas na terra”, frisou.

As terras que Amorim menciona foram adquiridas de forma legal e estão em sua posse há mais de 30 anos. “Hoje eu não tenho mais o direito de entrar em minha propriedade. Ali investi anos da minha vida de trabalho duro. Máquinas estão sendo depredadas, desmatamento e queimadas evidentes”.

Amorim ainda frisou que as terras fazem divisa com reserva indígena, “e a invasão já está praticamente dentro desta área, já deixando também os indígenas em vulnerabilidade”.

“Meu pedido é que a polícia cumpra o mandato e trabalhe para a retirada desse bando de fora da lei e de todo o acampamento que estão instalados naquela região”.

Amorim ainda argumentou que ninguém pode passar tanto tempo a mercê de um bando armado que fazem suas próprias leis. “Não entendo porque tanta lentidão para o desfecho final do processo, ou da própria polícia cumprir de fato todos os mandatos e retirar os invasores das terras. Naquela propriedade como em tantas outras o que consigo perceber é que ninguém respeita o direito do outro”.

Ernandes Amorim além de produtor e pecuarista é político pioneiro na região do Vale do Jamari, com mandatos exercidos como vereador e prefeito de Ariquemes, deputado estadual, deputado federal e senador, afirma estar enfrentando um dos momentos mais delicados por buscar na justiça igualdade de lei e julgamentos.

Postar um comentário

0 Comentários