<

Marcos Rocha revela que Rondônia poderá chegar 1900 casos de Covid-19 até o próximo dia 10



Porto Velho, RO - O governador falou durante sessão na manhã desta quinta-feira, sobre os desafios da saúde para enfrentar a pandemia. "Quero pedir o apoio de todos os deputados, pois estou bastante preocupado em assegurar a quantidade de leitos suficientes para tratar os pacientes com a covid-19, que podem ser um amigo, conhecido ou familiar nosso, ou até nós mesmos. Eu acabei perdendo a chance de alugar o hospital Prontocordis, na capital, que viria completo, com 173 médicos, com hemodiálise, recuperador cardíaco, medicamentos e insumos, enfim, todo o hospital. Mas, esse aluguel acabou não se concretizando, infelizmente, por uma decisão de seu proprietário".

Marcos Rocha fez uma revelação preocupante: "Hoje estamos sem leitos! Há 15 dias, tínhamos uma morte. Agora, temos mais 32 mortes por covid-19 e infelizmente devemos ter mais óbitos. Até o próximo dia 10, a previsão é de mais de 1.900 casos confirmados de Coronavírus em Rondônia. Repito, isso no momento que estamos praticamente sem leitos de UTI e sem respiradores para absorver essa demanda. Isso pode arrasar nosso Estado".

Ele foi além: "Uns tem a ideia de liberar tudo, outro quer fechar tudo. Uns temem não trabalhar e perder seus recursos, outros temem trabalhar e perder a vida. Quem está certo nessa história? O que peço a todos é que estejamos alinhados em nosso discurso. É um desafio muito grande administrar todo esse caos".

Por fim, o governador disse que "agradeço a todos os deputados. Essa união é o que vai gerar bons retornos para a nossa população. Muito obrigado pela oportunidade de participar desta sessão"

Postar um comentário

0 Comentários