CORONAVIRUS_02_728X90-px-1.gif
CORONAVIRUS_01_468x60-1.gif

Eleições 2020: quem vai enfrentar Hildon Chaves?



Porto Velho, ROCom as proximidades das eleições, em meio à pandemia, os prazos eleitorais não param e o primeiro turno permanece com a data de 4 de outubro para ocorrer em todo o País.

O Mais RO inicia uma série de reportagens sobre o pleito de 2020. O nome de Hildon Chaves (PSDB), atual prefeito de Porto Velho, continua forte, apesar dos reveses no início do mandato. O promotor aposentado encontrou dificuldades para se adaptar ao outro lado do balcão, o de gestor público. Sanados um dos principais problemas da gestão, o transporte escolar, Hildon Chaves dá uma respirada. Ao tempo em que acompanha as obras da revitalização da EFMM, que poderá carimbar a reeleição dele para um mandato de mais quatro anos.

Mas, para se reeleger não será fácil. Precisa antes combinar com os russos, ou seja, enfrentar seus adversários que desejam frustrar a reeleição dele, da mesma forma como frustrou a reeleição que parecia fácil de Mauro Nazif (PSB), em 2016.

Daniel Pereira

Um forte candidato, o ex-governador de Rondônia, Daniel Pereira (Solidariedade), não colocou na pauta ainda uma possível candidatura à prefeitura de Porto Velho. No Sebrae, Daniel Pereira está se realizando como fomentador do desenvolvimento, com projetos importantes que visam a geração de emprego e renda. No momento, Daniel Pereira está empenhado na defesa da Operação Pau Oco, provando a inocência dele nos processos, o que vem fazendo com sucesso. Delegados foram afastados e teve até juiz se desculpando.

Léo Moraes

O deputado federal Léo Moraes, líder do Podemos na Câmara Federal, sonha em administrar Porto Velho. Para isso está captando apoio de partidos como a Rede, presidido em Porto Velho por Leonardo Leocádio, que também é diretor do IFRO da Calama. Recentemente Léo Moraes fez doação de metade do salário dele na Câmara ao IFRO para comprar álcool em gel, para combater a Covid-19. Léo Moraes também estaria interessado no Cidadania, presidido por Vinícius Miguel, que também é pré-candidato a prefeito de Porto Velho.

Vinícius Miguel

O nome do jovem advogado e professor Vinícius Miguel (Cidadania) é citado em todas as conversações em relação à sucessão municipal em Porto Velho. “Dono” de 70 mil votos na capital nas eleições para governador em 2018, Vinícius Miguel está sendo cortejado também para ser vice de Léo Moraes. No momento em quarentena por ter contraído a Covid-19, Vinícius Miguel ainda não decidiu se sai mesmo candidato ou disputa a reitoria da Unir de onde é professor.

Breno Mendes

Outro advogado, também ativista, Breno Mendes, do Avante, é um nome que cresce. Nas últimas enquetes antes da pandemia, ele despontava nos primeiros lugares na preferência dos internautas.

Fabrício Jurado

Mais um advogado, Fabrício Jurado que deixou o Partido Novo e se filiou ao Democratas (DEM), está disposto a disputar a prefeitura de Porto Velho. Para isso, conta com apoio do senador Marcos Rogério (DEM-RO).

Samuel Costa

O professor Samuel Costa, é uma aposta do PCdoB para a prefeitura de Porto Velho. Jovem dinâmico, ativista de esquerda, tem se posicionado firmemente contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (Patriotas).

Ramon Cujuí

O petista Ramon Cujuí, é o nome do PT de Porto Velho, para concorrer à sucessão de Hildon Chaves. Ramon é servidor público federal e disputou a Câmara Federal em 2018. Presidente do diretório municipal do PT, Ramon Cujuí pretende construir alianças com o PSOL e PCdoB.

Leonel Bertolin

Leonel Bertolin, pelo PTB. Foi secretário da Agricultura na gestão Nazif e candidato a deputado estadual pelo PSB na última eleição. Em janeiro de 2011 assumiu como diretor a SOPH (Sociedade dos Portos e Hidrovias do estado de Rondônia) a convite do governador Confúcio Moura onde administrou pelo período de dois anos.

George Braga

Por último, o MDB está preparando George Braga, ex-secretário de Planejamento do governo Confúcio Moura, para enfrentar Hildon Chaves. Braga é um técnico de mão cheia, responsável pela guinada econômica do estado de Rondônia.


Postar um comentário

0 Comentários