<

TJ, MP, TCE e Defensoria defendem continuidade do isolamento em Rondônia




Porto Velho, RO - Em nota conjunta divulgada nesta quinta-feira (2), os dirigentes do Tribunal de Justiça, Ministério Público do Estado, Tribunal de Contas e Defensoria Pública manifestaram-se favorável à manutenção das ações radicais tomadas pelo Executivo no último dia 20 e que decretaram o estado de calamidade pública em Rondônia por conta do Coronavírus, impondo uma série de ações como proibição de abertura do comércio e outras medidas para tentar manter a população em casa, o chamado “isolamento horizontal”. A decisão em manter as regras deve ser divulgada nesta sexta-feira (3) pelo Governo, uma vez que vencem neste final de semana.

De acordo com entendimento dos dirigentes dos órgãos de controle, fiscalização e judicial, a defesa pela manutenção do isolamento horizontal é necessária até que o “Estado de Rondônia e seus municípios disponham de kits para exames massificados de detecção da Covid-19, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para as equipes de atendimento a população (médicos, enfermeiros, bombeiros, policiais, dentre outros) e estruturação e coordenação das redes de saúde de baixa, média e alta complexidade’.

Assim, ainda de acordo com os órgãos, e “atendidas essas premissas seria possível a reavaliação a estratégia atual, observando-se, em qualquer caso, as recomendações científicas e as experiências dos países que estão em fase mais avançada no enfrentamento á disseminação da pandemia e seus efeitos”.

Postar um comentário

0 Comentários