<

Suspeito do assassinato de manicure é preso e outro está foragido

Natália Karina Ferreira Correa estava desaparecida desde outubro do ano passado em Santa Rita do Passa Quatro — Foto: Reprodução/Facebook

Um homem foi preso e outro está foragido por suspeita de envolvimento no assassinato na manicure Natália Karina Ferreira Correa, de 29 anos, em Santa Rita do Passa Quatro (SP), segundo o delegado Domingos Antônio de Mattos.


O corpo dela foi encontrado na tarde de terça-feira (14) com sinais de violência. A polícia suspeita de crime passional.




Natália Karina Ferreira Correa estava desaparecida desde outubro do ano passado em Santa Rita do Passa Quatro — Foto: Reprodução/Facebook



Corpo de mulher que estava desaparecida é encontrado



Corpo de mulher desaparecida estava em uma área rural perto do bairro do Ibó em Santa Rita do Passa Quatro — Foto: Arquivo Pessoal



De acordo com o delegado, as investigações aconteceram desde o desaparecimento da vítima, em outubro do ano passado.


“Ouvimos inúmeras testemunhas e o trabalho foi desenvolvido dentro de um sigilo necessário para esclarecimento. Levantamos provas e indícios e chegamos a 3 suspeito e passamos a trabalhar como homicídio. Representamos ao juiz ele acatou a nossa manifestação e decretou a prisão temporária desses 3”, explicou o delegado.


Ainda de acordo com o delegado, o principal suspeito está foragido, mas a esposa dele e o comparsa foram detidos na terça. A participação da esposa foi descartada e ela foi liberada



“Várias horas de interrogatório e muita contradição. O comparsa resolveu confessar o delito e apontou onde o corpo estava”, afirmou.




O comparsa confessou ainda a participação no assassinato de um homem em Porto Ferreira, no domingo (12).


A polícia faz buscas pelo principal suspeito e acredita em motivação passional, já que ele teria um relacionamento extraconjugal com a vítima, segundo o delegado.


As identidades dos suspeitos não foram informadas.


O delegado de Santa Rita do Passa Quatro (SP), Domingos Antonio de Mattos — Foto: Reprodução/EPTV




Sinais de violência no corpo

O corpo de Natália estava em uma área rural perto do bairro do Ibó. O delegado explicou que, como o corpo estava embaixo de uma sombra, ele foi preservado e foi possível a identificação através de uma tatuagem da manicure.



“O corpo foi encaminhado ao IML e existia a suspeita de que ela estava grávida, mas o médico descartou. Ela foi morta por asfixia, tinha um fio de carregador de celular no pescoço e também sinais de estrangulamento, lesão nos dentes e no nariz”, explicou.


Natália Karina Ferreira Correa estava desaparecida desde outubro do ano passado em Santa Rita do Passa Quatro — Foto: Reprodução/Facebook

FONTE Por G1 São Carlos e Araraquara

Postar um comentário

0 Comentários