<

URGENTE: Pastor descumpre ordens, faz culto com 300 fiéis e morre de coronavírus



Porto Velho, RO - A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), em meio à pandemia do novo coronavírus, diz que as instituições religiosas estão proibidas de realizar suas celebrações – pois qualquer aglomeração de pessoas é perigosa neste momento de contenção do patógeno.

No Chile, onde existem cerca de três milhões de fiéis evangélicos, os pastores resistiram à essa determinação. Foi uma decisão como esta que pode ter custado a vida de um líder.

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), em meio à pandemia do novo coronavírus, diz que as instituições religiosas estão proibidas de realizar suas celebrações – pois qualquer aglomeração de pessoas é perigosa neste momento de contenção do patógeno.

Mais de 8 mil pessoas estão infectadas com o coronavírus no Chile. Quase 100 pessoas já morreram no país com a doença. Segundo a imprensa local, o governo do país decretará “quarentena seletiva” em algumas regiões do país, de acordo com o número de infecções.

Nos locais onde muitas pessoas estão sendo infectadas, a população será obrigada a ficar em quarentena. É o caso da comuna de El Bosque, em Santiago, que a partir desta quinta-feira (16), entrará em isolamento obrigatório.


Postar um comentário

0 Comentários