<

Neymar ocupa manchetes na Espanha e na França, mas quebra-cabeças Barça-PSG só terminará em setembro




Porto Velho, RO -Ler é o melhor exercício no confinamento, mas há leituras que confundem mais do que esclarecem. O contraste entre as manchetes do L'Equipe, em Paris, e do Sport, na Catalunha, é um destes casos. Na sexta-feira, o diário catalão mostrou o caminho para Neymar retornar ao Barcelona. No sábado, o outro diário local, El Mundo Deportivo titulou Neymar Confidencial e a reportagem garantia que o brasileiro voltará ao Barcelona no próximo verão ou, no máximo, no outro.

Nesta segunda-feira, o L'Equipe chegou às bancas com a afirmação categórica de que a crise sanitária servirá para manter Mbappé e, também, Neymar por uma temporada a mais (veja a imagem).

Não dá para garantir nada, mas é possível explicar como o prestígio de Neymar diminuiu com o presidente do PSG, Nasser Al Khelaif. O dirigente, no entanto, nunca pretendeu negociar. Na temporada passada, a queda de braço foi brava, até com atraso de um dia na apresentação em Saint-Germain-en-Laye. Especulações de que Neymar se recusaria a jogar, o que não aconteceu.

No cabo de guerra da temporada passada, o Paris Saint-Germain deixou claro que o contrato é válido e será cumprido, a não ser que Khelaif mude de opinião. Como na França não há multa de rescisão contratual, diferente da Espanha, o clube da capital francesa sempre fez questão de exercer as assinaturas. Verratti chegou a ter acordo com o Barcelona e teve de aceitar a permanência no PSG, em 2017.

A reportagem do L'Equipe desta segunda-feira tem apenas um ingrediente extra. Khelaif não abre mão de Mbappé em hipótese nenhuma. O texto diz que faça chuva, neve ou sol, Mbappé continuará, porque é o predileto do presidente. Neymar não tem o mesmo prestígio e o Paris Saint-Germain trabalha com realismo, avalia o mercado e as situações para definir até setembro se Neymar ficará na França ou se mudará de endereço.

Quem trabalha com o craque diz que ele está apenas preocupado em treinar e voltar em boa forma para o restante da temporada, se houver. Neymar parece entender que o que lhe resta é jogar bem. Em qualquer clube, sua meta agora precisa ser a recuperação de seu prestígio com grandes atuações quando puder voltar aos campos.

Postar um comentário

0 Comentários