<

Deputado Geraldo da Rondônia defende abertura gradual do comércio




Porto Velho, RO - O deputado Geraldo da Rondônia, através de suas redes sociais, divulgou posicionamento favorável à abertura imediata do comércio em Rondônia. O parlamentar defende, que essa volta às atividades precisa ser de forma gradual, atendendo às exigências sanitárias de higiene e segurança, podendo até ser por critérios de turnos, com volume de atendimento reduzido.

Geraldo da Rondônia reforçou o embasamento de que o setor comercial em todo o Brasil, não suporta mais tanto tempo com as portas fechadas, com o atendimento ao público suspenso. “São essas empresas que ajudam fomentar a economia do nosso país, que geram emprego e renda, e hoje estão passando por uns dos piores momentos da história, entrando em crise eminente e com possibilidade reais de fechamento definitivo”.

Pela publicação do parlamentar, ficou evidente que ele defende que as lojas de setores como vestuários, calçados e alimentícios precisam voltar a seguir o curso legal de atendimento ao público, voltando de forma sensata a atender e receber clientes.

O deputado Geraldo da Rondônia, frisou ainda que como um representante público, entende sobre seu dever primordial de pensar em salvar vidas, pensar na infraestrutura de atendimento à saúde. Porém, defendeu que também é preciso pensar que a população necessita comprar comida, trabalhar e pagar contas. “Os comerciantes precisam vender para gerar emprego, para voltar a fomentar a economia de uma nação inteira. É necessária a sensatez e entendimento que não há como o comércio continuar todo fechado como está. Vamos levantar essa bandeira e seguir fortes cada um fazendo sua parte”, esclareceu Geraldo da Rondônia.

O parlamentar encerrou sua argumentação em favor da abertura do comércio pedindo atenção a toda população sobre evitar aglomerações e atender normas de saúde. “Se você tem possibilidade de trabalhar home office, ou não tem necessidade de sair, tem idade avançada, faz parte da classificação de grupo de risco: Fique em casa! Com essas medidas ajudamos a dar a possibilidade do comércio abrir de forma a atender a quem de fato precisa, com segurança”,

Postar um comentário

0 Comentários