<

Dá saudade? Há 30 dias sem jogar, Flamengo de 2020 levanta taças e tem melhor desempenho do Brasil



Porto Velho, RO - Quanto de saudade cabe em um mês? Para o torcedor do Flamengo, o tamanho é proporcional à esperança de viver em 2020 mais um ano mágico dentro dos campos. E motivos não faltam para contar os minutos para o reencontro com o time campeão brasileiro, da Libertadores e que completa nesta segunda-feira 30 dias da última vez que entrou em campo. O resultado? Vitória, como virou hábito e colocou o Rubro-Negro como o melhor da temporada seja qual for o ponto de vista.



Flamengo comemora título da Supercopa do Brasil — Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino

O 2 a 1 sobre a Portuguesa, dia 14 de março, em um Maracanã com portões fechados já por conta dos efeitos da pandemia do coronavírus foi o ato mais recente de um Flamengo que tem o ano dividido em dois: antes e depois de Jesus. Somando todos os jogos oficiais de 2020 ou apenas os que o treinador esteve no banco de reservas, a realidade não muda: nenhum time da Série A tem desempenho melhor no país.



Os gols de Flamengo 2 x 1 Portuguesa-RJ pela 3ª rodada da Taça Rio

No total, o Flamengo entrou em campo 16 vezes na temporada, com 13 vitórias, dois empates e somente uma derrota, para o Fluminense, na Taça Guanabara. Total de 85.4% dos pontos que representam o melhor aproveitamento do ano. O Atlético-GO, com 76,9% e a dupla Flu e Inter, com 71.1% vêm na sequência entre os times da primeira divisão.

Flamengo em 2020

16 jogos
13 vitórias
2 empates
1 derrota
36 gols marcados
12 sofridos
85,4% de aproveitamento

Flamengo de Jorge Jesus em 2020

12 jogos
11 vitórias
1 empates
0 derrotas
32 gols marcados
9 sofridos
94,4% de aproveitamento

No somatório rubro-negro, porém, estão os quatro jogos com o time sub-23, sob o comando de Maurício Souza, enquanto Jorge Jesus e o elenco principal ainda desfrutavam de férias. Se levados em conta somente os números com o português e força máxima, o Flamengo chega a impressionantes 94.4% de aproveitamento, invicto com 12 vitórias e somente um empate, contra o Independiente Del Valle, na altitude de Quito.

Neste período, o Flamengo levantou ainda três troféus: a Supercopa do Brasil, a Recopa Sul-Americana e a Taça Guanabara. Motivos de sobra para manter o torcedor com a mesma empolgação de 2019 e que nem mesmo a paralisação pelo Covid-19 foi capaz de minimizar.

Mais jogos: Everton Ribeiro e Michael com 11
Mais minutos em campo: Gabigol e Gustavo Henrique com 900 em 10 jogos
Mais gols: Gabigol com 11

Assim como no ano passado, Gabigol segue sendo o destaque absoluto do estelar elenco de Jorge Jesus. Com 11 gols em 10 jogos, o camisa 9 é o goleador e também quem mais ficou em campo na temporada: 900 minutos, mesma marca de Gustavo Henrique. Já Michael e Everton Ribeiro são os que acumulam maior número de partidas: 11.

De férias, o elenco do Flamengo tem retorno aos trabalhos previsto para o dia 21 de abril, no Ninho do Urubu. Mas tudo dependerá das autoridades competentes no combate ao coronavírus.



Flamengo ergue a taça da Recopa Sul-Americana — Foto: André Durão

Pelo calendário que estava em vigor, o próximo compromisso do Flamengo seria contra o Independiente del Valle, em Quito, pela Libertadores, dia 19 de março. Foi o primeiro dos compromissos adiados pela paralisação do futebol.

A volta aos gramados ainda é uma incógnita, mas o torcedor rubro-negro tem duas certezas: uma é de que 30 dias é tempo suficiente para sentir muita saudade e outra é que há dados de sobra para manter o otimismo com o time atual.

Postar um comentário

0 Comentários