Bolsonaro convoca para protestos, mas diz que não são contra outros Poderes



Porto Velho, RO - O presidente Jair Bolsonaro pediu que apoiadores compareçam aos protestos do dia 15 de março em vídeo postado no seu Facebook neste sábado (7.mar.2020). Na gravação, discursa para pessoas em galpão em Boa Vista, Roraima, uma escala de sua viagem até os Estados Unidos. Ele ressalta, contudo, que não é 1 movimento contra outros Poderes depois de atrito com o Congresso.

“Então participem, não é 1 movimento contra o Congresso, contra o Judiciário, é 1 movimento pró-Brasil. É 1 movimento que quer mostrar para todos nós, presidente, Poder Executivo, Poder Legislativo, Poder Judiciário. Que quem dá o norte para o Brasil é a população”, afirmou.

Veja a íntegra (2min49seg):



Ele disse ainda que os políticos não devem ter medo de movimentos de rua. Ele disse que há pessoas na administração pública que não pensam em nada além de si, citando já ter levado “facada no pescoço” até mesmo dentro do próprio gabinete.

“Dia 15 agora tem 1 movimento de rua espontâneo, é 1 movimento espontâneo e o político que tem medo de movimento de rua não serve para ser político”, completou.

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno, também discursou. Disse que há resistência aos planos do governo, que tenta acabar com uma “rede de corrupção” que se criou no país.

“Ele [Bolsonaro] tem encontrado uma resistência muito grande porque o que se criou nesse país, a rede de corrupção que se criou nesse país, que está sendo desbaratada por esse governo, tem prejudicado planos espúrios de muita gente”, disse.

O presidente Jair Bolsonaro entrou em conflito com o Legislativo depois que foi noticiado que ele havia disparado mensagens, por meio do WhatsApp, convocando apoiadores para ato contra o Congresso Nacional e o STF (Supremo Tribunal Federal), que deve ser realizado em 15 de março.

No fim do vídeo deste sábado (7.mar), Bolsonaro afirma que “quem diz que é 1 movimento impopular contra a democracia está mentindo e tem medo de encarar o povo brasileiro.”

Mais de 20 autoridades reagiram aos vídeos compartilhados por Bolsonaro a favor de ato contra o Congresso Nacional e o STF (Supremo Tribunal Federal) marcado para 15 de março. O presidente compartilhou os vídeos pelo seu WhatsApp em 25 de fevereiro.

Fonte: Poder360

Postar um comentário

0 Comentários