Audiência de instrução do caso Lauanny Hester é realizada hoje quinta, 27



Porto Velho, RO - A audiência de instrução do caso Lauanny Hester será realizada na quinta-feira (27) no fórum de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. William Monteiro da Silva e Ingrid Bernardino Andrade, o pai e a madrasta da menina de dois anos, são acusados de a terem espancado até a morte em setembro de 2019.

A avó paterna da menina, Suely dos Santos Monteiro, estava com a guarda da criança quando ela foi morta, e tinha sido proibida de devolver a Lauanny ao pai. Ela também será responsabilizada pelo crime.

A sessão, prevista para iniciar às 8h, deve reunir acusação, defesa, testemunhas e peritos que trabalharam no caso, além dos réus, para que sejam discutidas as provas a serem utilizadas durante o julgamento. A data do júri deve ser divulgada após essa audiência.

O caso

Lauanny Hester Rodrigues, de dois anos, foi morta no dia 21 de setembro de 2019 após ser espancada pelo pai e madrasta, no bairro Marechal Rondon em Ariquemes.


A Polícia Militar (PM) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados por vizinhos que ouviram a criança sendo agredida. Porém, quando a equipe médica e a guarnição chegaram a menina não apresentava mais sinais vitais.


O pai da criança, William, e a madrasta, Ingrid, foram localizados pela PM em uma prainha. Segundo a corporação, eles estavam deitados embaixo de uma árvore junto com um bebê de 5 meses, que é filha do casal, e confessaram terem agredido a Lauanny.


Investigações apontaram que a menina já havia sido espancada pelo pai, e teve o braço quebrado. Na época, ela foi retirada do convívio com o pai e entregue e a avó materna. No entanto, a mulher devolveu a criança ao filho, sem o conhecimento do Conselho Tutelar. Com isso, ela também deve ser responsabilizada pelo crime e vai responder por abandono de incapaz.

Postar um comentário

0 Comentários