URGENTE

Marcos Rogério destaca importância dos setores Portuário e Hidroviário



Marcos Rogério propôs reuniões entre autoridades e empresários representantes do setor aquaviário para apresentação de medidas que visassem a desburocratização do setor, defendendo que os Portos Públicos tenham autonomia para tomadas de decisões importantes, tornando-se competitivos com vistas a concorrer igualmente com a iniciativa privada.

Defendeu ferrenhamente a efetiva realização da dragagem do rio Madeira. Em 2013 denunciou da tribuna da Câmara dos Deputados um contrato cheio de vícios e irregularidades com a empresa vencedora. O contrato foi cancelado e novo processo licitatório foi iniciado. Os trabalhos de dragagem da hidrovia foram retomados em 2017, permitindo a continuidade ininterrupta do escoamento da produção.

Atuou fortemente junto ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil para liberação dos recursos de convênios assinado com o Porto Público de Porto Velho para implementação do plano de modernização e revitalização das infraestruturas. São mais de R$ 22 milhões que estão sendo investidos.

Enquanto deputado federal, Marcos Rogério também participou da criação de um grupo de trabalho em defesa da segurança da navegação na Amazônia, em conjunto com órgãos fiscalizadores como Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq), Marinha do Brasil, Fecomércio, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), Fiero e Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sedam) e Federação Nacional de Empresas de Navegação Aquaviária (Fenavega);

Atuação parlamentar

Conforme Marcos Rogério, anualmente são escoados 14 milhões de toneladas de produtos entre granéis sólidos e líquidos pela hidrovia do rio Madeira deixando um saldo positivo na balança comercial. Para o candidato, aumentar a produtividade é proporcionar o aumento da lucratividade. “Investir nesse importante meio, é ampliar a desburocratização do setor, possibilitar a autonomia dos portos, gerar emprego e renda, potencializando exportações”, destacou, firmando um grande compromisso com a cadeia produtiva e com os àqueles que promovem a navegação.

Marcos Rogério ressaltou que como presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Portos, Hidrovias e Navegação do Brasil tem destacado que a relação da região Norte com o escoamento da produção do agronegócio vai além de ser considerada apenas uma nova rota. "Com porta de entrada em Rondônia, o Arco Norte viabiliza a integralização entre as Américas e a Europa, diminuindo prazos, encurtando distâncias para entregas de produtos e alavancando o desenvolvimento do Brasil" salientou.

Candidato ao Senado nestas eleições, o deputado federal Marcos Rogério (DEM-RO), dedicou o início desta semana para a gravação de programas eleitorais e a participação de debates interativos em Porto Velho. Um dos temas tratados foi a importância do setor portuário e hidroviário para o Estado de Rondônia. Marcos Rogério lembrou que, como deputado federal, há muitos anos vem apontando o potencial do Madeira e sua importância para o desenvolvimento de Rondônia. “A vocação natural da hidrovia do Madeira é disponibilizar meios para o setor público e privado com vistas a atender o pequeno, médio e grande produtor rural e empreendedores para transpor fronteiras e atender mercados internacionais, gerando renda e empregos em cadeia”, afirma.

Nenhum comentário