Jovem que matou vendedor de picolés para pegar dinheiro é condenado a 20 anos de prisão - Voz de Rondônia

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Jovem que matou vendedor de picolés para pegar dinheiro é condenado a 20 anos de prisão

Jovem que matou vendedor de picolés para pegar dinheiro é condenado a 20 anos de prisão
Buritis, RO - O Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) condenou um jovem de 20 anos a 20 anos de prisão por ter assassinado com golpes de madeira um adolescente de 17 anos, que trabalhava como vendedor de picolés, para pegar o dinheiro que a vítima havia conseguido das vendas em Buritis (RO), no Vale do Jamari. A sentença foi decretada na última semana, mas só foi divulgada nesta segunda-feira (23).
O crime aconteceu em setembro de 2017, quando o adolescente saiu de casa para trabalhar e foi encontrado morto pelo próprio pai em uma construção abandonada no Loteamento Alphaville. Um pedaço de madeira e o carrinho que a vítima trabalhavam foram encontrados no local.
Conforme o judiciário, o réu esteve acompanhado de um defensor público na sala de audiência da 1ª Vara de Buritis e durante a audiência, ficou comprovada a autoria do crime praticado pelo réu por conta da confissão do acusado.
Na sentença, o juiz esclareceu que o réu cometeu o crime unicamente com o desejo de obter dinheiro fácil para comprar droga e que ele deveria sofrer consequências graves, em razão da família da vítima passar a sofrer com a ausência de um ente querido.
O juiz Hedy Carlos Soares fixou a pena base em 20 anos de reclusão a serem cumpridos inicialmente em regime fechado e ao pagamento de 10 dias-multa. Mesmo havendo a atenuante da confissão espontânea do réu, a sentença não foi diminuída por já estar na quantidade miníma estabelecida na lei penal.
O crime
O adolescente de 17 anos foi encontrado morto no dia 7 de setembro de 2017, em uma construção abandonada em um loteamento de Buritis. Conforme a PM, o jovem havia saída para trabalhar durante a manhã e não havia retornado para casa com o fim do dia.
Preocupados com o jovem, os familiares comunicaram a polícia quanto ao desaparecimento, mas foram informados que só poderiam registrar a ocorrência 24 horas depois de desaparecimento.
Por conta disto, familiares e amigos iniciaram as buscas pelo jovem e foram informados que ele teria sido visto no início da noite no Loteamento Alphaville. Eles seguiram para a localidade e horas depois, o pai do adolescente encontrou o filho morto em uma construção abandonada.
A PM foi acionada e verificaram que havia um pedaço de madeira próximo ao corpo da vítima e o carrinho de picolés com que a vítima trabalhava também foi encontrado no local.
A perícia técnica de Ariquemes (RO) constatou que o suspeito utilizou o pedaço de madeira para assassinar o adolescente e que o infrator roubou o aparelho celular e a pochete que o jovem utilizava para guardar o dinheiro das vendas.
Prisão do acusado
A Polícia Civil de Buritis conseguiu identificar e prender o autor do latrocínio em menos de 24 horas após o crime. Durante depoimento, o suspeito confessou ser usuário de entorpecentes e que cometeu o crime para subtrair o dinheiro das vendas da vítima para comprar droga.
O infrator disse que na manhã do crime havia ingerido bebidas alcoólicas e durante a tarde ele fez uso de substância entorpecente. Mas após consumir a droga, ele sentiu vontade de adquirir mais entorpecentes.
O infrator saiu pelas ruas e avistou o adolescente empurrando o carrinho de picolé próximo a um supermercado e então passou a segui-lo até o loteamento residencial.
Na localidade, a vítima foi levada a uma obra abandonada e o suspeito desferiu diversos golpes de madeira contra ele. O suspeito subtraiu a pochete que a vítima carregava com o dinheiro das vendas e fugiu do local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário