Governador Daniel Pereira inaugura novo Posto de Identificação da Polícia Civil em Porto Velho - Voz de Rondônia

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Governador Daniel Pereira inaugura novo Posto de Identificação da Polícia Civil em Porto Velho

Governador Daniel Pereira inaugura novo Posto de Identificação da Polícia Civil em Porto Velho
Porto Velho,RO- Na solenidade de inauguração do 52° Posto de Identificação do Instituto de Identificação Civil e Criminal (IICC) da Polícia Civil realizado nesta terça-feira (17), em Porto Velho, o governador Daniel Pereira destacou o empenho do Estado em descentralizar o serviço de emissão do documento de identidade e proporcionar mais conforto e dignidade aos cidadãos rondonienses.
‘‘O governador Confúcio Moura me deixou esse legado e nós avançamos muito, porque antes só tínhamos postos em 25 municípios e ampliamos isso, tirando esse serviço das delegacias e levando para as prefeituras. Em Porto Velho, por exemplo, o atendimento se concentrava no Tudo Aqui. Com isso, estamos levando um serviço básico de cidadania a toda população’’, garante o governador.
De acordo com o diretor do IICC, Júlio Kasper, Rondônia dobrou o número de postos de atendimento em dois anos através de parceria entre governo e prefeitura.
Saiu de um cenário com apenas 26 postos de identificação em 25 municípios e hoje alcança 44 municípios com 52 postos. ‘‘Daqui a 60 dias quero entregar esse serviço em 100% do estado de Rondônia’’, afirmou o governador.
O mais novo posto funciona em um espaço compartilhado com o Sistema Nacional de Emprego (Sine), na avenida Brasília, esquina com Duque de Caxias, n° 2512, o Bairro São Cristóvão.
Para aquisição do equipamento de procedimento de identificação, o investimento foi proveniente de emenda parlamentar do deputado estadual Léo Moraes.
A estudante Andria Cristine Correa Menezes, 10 anos, foi a primeira a receber atendimento no mais novo espaço de identificação.
Ansiosa pelo serviço, ela disse que mostrará a identidade primeiramente para os avós. A mãe da estudante Eliane Correa conta que a filha aguardava com muita expectativa por esse momento, e que explicou a ela o que o documento representa.
A estudante Andria Cristine Correa Menezes, 10 anos, foi a primeira a receber atendimento no novo posto
‘‘É uma necessidade, é o principal documento de identificação. Praticamente em todos os lugares exige e isso do governo estar aumento o número de postos é muito bom, porque conseguimos ter acesso a esse serviço mais próximo de casa’’, afirma Eliane.
‘‘Esse é o único documento que consegue individualizar o cidadão, torna ele único para o jurídico. Tem pessoas que aguardam esse documento para fazer tratamento de saúde, para estudar, para poder viajar, é de grande importância’’, reforça Kasper.
DESCENTRALIZAÇÃO
Além desse, em Porto Velho também já funciona postos localizados Centro de Esportes e Artes Unificados (CEU) na zona Leste, na Casa da Cidadania, ao lado do presídio Edvan Mariano Rosendo (Urso Panda), Tudo Aqui e no Porto Velho Shopping. O governador anunciou mais postos no município. ‘‘Em breve vamos inaugurar em Nova Califórnia e no distrito de União Bandeirantes’’, afirma.
Com a descentralização do serviço de emissão de identidades, o Instituto de Identificação Civil e Criminal conseguiu atender apenas para este serviço 108 mil pessoas em 2017, aumento de quase 15% em comparação com 2016. ‘‘Nós recebemos essa incumbência pelo então governador Confúcio Moura, juntamente com o diretor-geral da Polícia Civil Eliseu Muller, que questionava na época a demora em emitir o documentos e a dificuldade de abrir mais postos; e nós conseguimos com o apoio do atual governador Daniel Pereira ampliar esse atendimento’’, aponta Kasper.
‘‘Nós revitalizamos o Instituto de Identificação Civil e Criminal (IICC) da Polícia Civil justamente para podermos oferecer ao cidadão um trabalho de primeira qualidade e eficiência. E fico muito satisfeito com os avanços dos postos em todo o Estado, porque a Polícia Civil não é só investigar e prender as pessoas, ela também tem o papel de proporcionar as pessoas a cidadania’’, garante Eliseu Muller.
O próximo passa para Rondônia é implantar a Identidade mais Segura com a redução do prazo de entrega do documento, que atualmente é de 4 a 5 dias para a Capital, para 24 horas, e para o interior em até 7 dias. ‘‘Esse processo já se encontra em análise nos órgãos fiscalizadores para o quanto antes possamos licitar e levar esse atendimento para todo o Estado de Rondônia’’, afirma Kasper.
‘‘Nós vamos licitar a identidade mais segura do Brasil porque atualmente ainda realizamos processos manuais, mas nós estamos a um passo da modernidade. Está tudo resolvido do ponto de vista orçamentário e aí nós vamos ter uma identidade com mais celeridade no prazo entre o requerimento inicial e a sua entrega. Isso fará com que Rondônia passe a ser um dos estados mais eficientes na federação em relação a emissão da identidade’’, avalia o governador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário