URGENTE

Prefeito de Guajará-Mirim pede apoio para recuperar trecho interditado da BR 425



Porto Velho,RO - Maurão de Carvalho vai acionar o Dnit para que reparo seja feito com urgênciaAs fortes chuvas que caíram nos últimos dias provocaram uma erosão na BR 425, que interliga Guajará-Mirim e Nova Mamoré à BR 364, no trecho à altura do Km 56, nas proximidades do distrito de Araras. Preocupado com a interdição da rodovia, o prefeito de Guajará, Cícero Noronha (DEM), pediu apoio do presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PMDB).
O pedido é que o parlamentar interceda junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), para que o trecho seja recuperado com urgência, prevenindo acidentes e a interdição total da rodovia, isolando Guajará e Nova Mamoré.
“Uma cratera se abriu, com o asfalto cedendo. Com as chuvas, o buraco aumentou e toma quase toda a pista. Veículos de grande porte já não conseguem trafegar e a situação nos preocupa”, disse o prefeito.
Maurão de Carvalho disse que vai acionar a direção do Dnit, reforçando o pedido do prefeito, em nome da comunidade de Guajará e de Nova Mamoré. “Há o risco de as cidades ficarem isoladas e é preciso uma imediata, para evitar que a situação se agrave”, acrescentou Maurão.
Limpeza da cidade
Nesta semana, o governo iniciou em Guajará-Mirim uma grande operação de limpeza de ruas, patrolamento e outros serviços, atendendo aos pedidos dos deputados Dr. Neidson (PMN) e Maurão. O presidente da Assembleia assegurou R$ 135 mil para a recuperação do asfalto urbano, garantindo a compra de mais de 400 toneladas de massa asfáltica.
“Os trabalhos se concentram agora no bairro Planalto Caetano, dando uma cara àquela localidade. Esse trabalho era muito aguardado pela população e graças à parceria com os deputados e com o governo, estamos realizando esses serviços”, completou Noronha.
Maurão anunciou que, em conjunto com Dr. Neidson, destinou R$ 1 milhão para a aquisição de massa asfáltica e insumos para recapeamento asfáltico em Guajará. “Isso vai ser possível, pois o governo vai instalar uma usina de asfalto. Com os recursos para a compra da massa asfáltica, a prefeitura vai poder realizar muito mais obras de recuperação asfáltica”, finalizou Maurão.

Nenhum comentário